domingo, 9 de abril de 2017

Cerveja Caseira - Rauchbock - Tiago Eliezer e Rodrigo Venâncio

Quem sabe esse seja um verdadeiro retorno.

A última cerveja caseira que postei a degustação aqui foi a Cafuza, então acho realmente que sou privilegiado quando recebo essas produções caseiras.
O Tiago e o Rodrigo foram alunos meus no Curso Cervejeiro do Senai em Joinville.
Já havia bebido outras produções deles, mas essa realmente merece um post.
o número de cervejeiros caseiros em Joinville tem crescido exponencialmente mas para a maioria falta essa coragem de criar receitas inusitadas ou que não sejam de gosto do Cervejeiro e não dos amigos.
As únicas informações que recebi é que era uma Rauchbock e que a cerveja foi produzida com 70% de malte defumado, então o que esperar?

Rauchbock- foto by MRMonich
No copo, um belo líquido âmbar escuro e brilhoso. Espuma cremosa, de cor bege mais ainda com algumas bolhas grandes e com boa persistência. 

Aromas bem complexos com predominância da defumação, mas aparece também um leve caramelado de malte, alguns toques de frutas secas. Lúpulos e levedura não aparentes que na minha opinião é assertivo já que o destaque deve ser da defumação.

Gostei muito do sabor com um corpo médio, frutas secas aparentes e defumado novamente bem presentes. o álcool deve estar entre 7 e 8% então esquenta um pouco, mas isso já era esperado. Senti ainda um leve dulçor residual. Não é ruim mas seria mais agradável se fosse um pouco menor.
Como sugestão eu colocaria um pouco de aveia ou carapils para ajustar um pouco o corpo e deixá-la um pouco mais "pesada". Um malte de centeio também seria um diferencial nela.

Parabéns. Cerveja muito bem elaborada e que merece ser degustada por muitas outras pessoas.

Sigo eu, cansado mas disposto sempre a trabalhar e beber cervejas boas.

Até o próximo....

2 comentários: