terça-feira, 10 de abril de 2012

Eu bebo Bock o ano todo. Therezópolis Rubine dessa vez.

É bem comum relacionarmos as cervejas do estilo Bock com o inverno. Isso ocorre primeiramente pelo marketing criado pela Kaiser. Também pela leve sensação de calor que cervejas desse tipo provocam em função de um teor alcoólico um pouco maior. Fã de Bock que sou, sinceramente acho besteira. Bock é boa o ano todo e essa Therezópolis Rubine eu degustei em Dezembro do ano passado.
Therezópolis Rubine - Foto by Monich
Boa aparência com um líqido vermelho "rubi" escuro, creme bege claro, de média altura, boa consistência mas de pouca duração. Aromas bem presentes de caramelo, leve torrado, bastante melaço e um leve álcool perceptível. No sabor o malte predomina. Um melaço tipo açúcar queimado também aparece, acompanhado de um amargor mínimo e um torrado bem de leve. O dulçor não está demasiado. O retrogosto é levemente adocicado, grudando no lábio. Cerveja de bom corpo, com carbonatação média baixa que deixa a sensação quente parecida com um conhaque. o calor proporcionado dá a sensação de que essa cerveja tem mais álcool do que o informado. Ainda assim é um belo exemplar do estilo bock e merece ser adquirida novamente .
Resumex:
Álcool (%): 6,00 %
Ingredientes: Água, malte e lúpulo.
Cervejaria: Cervejaria Sankt Gallen.

Website: http://www.cervejariastgallen.com.br/
Estilo: 5B. Traditional Bock.
Tipo de Copo: Tulipa
Volume: 600 ml
Temperatura de serviço: entre 8 a 12 graus
Preço Médio: R$ 9,50
Onde comprar: Em Joinville encontrei no Angeloni.
País de origem: Brasil
Localização da Fábrica: Terezópolis - RJ
Degustada em: 06/12/2011.

Curiosidades:

  • A St. Gallen pretende produzir e oferecer a Rubine o ano todo e a sugestão da fábrica é degustá-la em uma temperatura aproximada de 5º graus.
  • Outra sugestão da cervejaria é harmonizar a Therezópolis Rubine com:carnes de caça (javali),
    paleta de carneiro, 
    batatas gratinadas, salada de beterrabas, creme de shitake ou de lentilha, feijoada, goulash, foie gras, ossobuco, pato assado, pimentão recheado, rabada e nozes. sobremesas como por exemplo, creme brulée.
  • A Cervejaria inaugurou, no final do ano de 2011, a Vila St. Gallen. Um complexo gastronômico de muito bom gosto e com inspiração em cidades européias. Com diversos ambiente e um aconchego de dar inveja a Vila St. Galen já é um ponto turístico da região serrana fluminense.
Tive muita dificuldade em encontrar informações sobre essa cervejaria. O Website oficial está estático os links para as imagens não estão funcionando.

Mais sobre o Estilo:
Conforme o BJCP (Beer Judge Certification Program) o Estilo 5. BOCK é subdividido em quatro:
5A. Mailbock / Helles Bock
5B. Traditional Bock
5C. Doppelbock
5D. Eisbock
A classificação em um estilo ou outro está relacionada com os ingredientes, tipos de maltes, graduação alcoólica, coloração e IBU amargor.
A Saint Bier Bock é classificada como 5B - Traditional Bock.
Conforme Ronaldo Morado, no livro "Larousse da Cerveja", Uma Traditional Bock deve ter teor alcoólico entre 6,3% a 7,2%. Vejam que pelo estilo ainda faltou um pouco de álcool na Saint Bier mas, sinceramente, acho que se tivesse mais álcool ia atrapalhar o sabor. As cervejas desse estilo tem forte aroma de malte e quase nenhum de lúpulo, são encorpadas, com carbonatação moderada e álcool levemente perceptível.

Cerveja em Vídeos:
Mesmo procurando bastante não encontrei vídeo algum sobre a Rubine ou ainda sobre a St. Gallen. Fica para uma próxima.

Meu Ranking no Estilo:
Essa é a sexta cerveja degustada do estilo 5B. Traditional Bock. Veja como ficou a atualização do ranking no estilo:
1 – Bierland Bock
2 – Kaiser Bock
3 - Therezópolis Rubine
4 - DaDo Bier Royal Black
5 - Saint Bier Bock
6 - Petra Bock

Nossas preces foram atendidas. Muitas novas cervejas boas.
Sigo eu, organizando toda a papelada das cervejas que já degustei e que ainda faltam postar mas já com uma outra aberta.
Até o próximo...

8 comentários:

  1. Sou um iniciante na arte de beber boas cecervejas, já carrego algumas experiências mas está Rubine se juntou à Serramalte no hall das que eu tomaria todo os dias ç. Pretendo fazer uma degustação completa do estilo Bock para entende-lo melhor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diogo, obrigado pela visita e pelo comentário.
      Também sou um grande fã das bock.
      Dá uma olhada na última que bebi e veja como ficou o ranking até agora.
      http://monicheascervejas.blogspot.com.br/2013/01/anchor-bock-beer-by-san-francisco.html
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  2. A Weiss da St Gallen também é muito boa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diogo, bebi a St Gallen Weiss faz um tempinho mas lembro que era agradável.
      Veja o post dela:
      http://monicheascervejas.blogspot.com.br/2010/10/st-gallen-weissbier.html
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  3. Já bebeu Baden Baden bock? Eu já, achei muito bem forte em sabor e cor marrom escura com boa malte, composição da doçura e suavidade, custo benefício é muito horrendo. Grande Monich

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucas, ainda não bebi essa Baden Baden Bock. Já bebi outras da Baden e gostei bastante. Realmente o preço chega um pouco alto por aqui também. Vou procurar.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  4. Roberto Felix Correia9 de julho de 2015 06:56

    Estava desesperado por não ter saído mais a Kaiser Bock e não encontrava em nenhuma outra cerveja a denominação "bock", pra tentar.
    Após uma busca no Google, felizmente encontrei seu site e a indicação da Rubine. Muito obrigado, amigo, provei, aprovei e fiquei maravilhado de poder degustar essa cerveja o ano todo, sem esperar pela boa vontade da produtora da Kaiser Bock...
    Valeu mesmo!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roberto, obrigado pelo acesso e comentário.
      No ano passado a Kaiser nem produziu a Bock e esse ano acho que também não fará.
      Mas já temos mais algumas outras excelentes opções de bock disponíveis.
      Um abraço e ótimas cervejas.
      Monich

      Excluir