terça-feira, 24 de maio de 2011

Paceña. Na Bolívia também bebem cerveja.

Essa cerveja Boliviana meu velho amigo Marcos Alberti ganhou e automaticamente me presenteou. Valeu pela lembrança e obrigado pela Paceña.
Lata da Paceña
A aparência até agradou, iniciando pelo líquido que estava mais dourado do que eu esperava. A espuma bem banquinha não subiu tanto, mas tinha boa consistência e teve uma média duração.
Os aromas estavam fracos com destaque para o maltado e lúpulo bem de leve.
O sabor estava até melhor do que eu esperava. Ela é um pouco mais maltada e reforçou o sabor com um adocicado logo rebatido por um lúpulo herbal leve mas suficiente para equilibrar. De retrogosto ficou um adocicado e seco.
Cerveja de corpo leve com alta carbonatação que não é nenhum espetáculo mas também não veio cheia de defeitos. Cumpre seu papel e é opção para refrescar. 
Até procurei em alguns mercados e bares mas não encontrei essa cerveja por aqui. Eu queria mesmo é mais umas duas para degustar novamente. Valeu como experiência mas, atualmente, temos por aqui no Brasil cervejas mais saborosas. 

Resumex:
Álcool (%):  4,80 %
Ingredientes: Água, malte, adjuntos cervejeiros, lúpulo, antioxidante 224, estabilizante 405.
Cervejaria: Cervecería Boliviana Nacional S.A.
Estilo: 1B. Standard American Lager
Tipo de Copo: Chopp ou Caldereta
Volume:  330 ml
Temperatura de serviço: entre 0 a 4 graus
Preço Médio: R$ Não identifiquei
Onde comprar: Em Joinville não encontrei.
País de origem: Bolívia
Localização da Fábrica: La Paz - Bolívia
Degustada em: 06/02/2011.

Curiosidades:
  • A Paceña é a cerveja mais consumida na Bolívia.
  • A Cervejaria Boliviana Nacional é uma das maiores pagadoras de impostos na Bolívia e também uma das maiores empregadoras.
  • A Cervejaria foi fundada em 1877 na cidade de La Paz. Possui, atualmente, 98% do mercado boliviano com fábricas na capital, Santa Cruz de La Sierra e Cochabamba.
  • As cervejas produzidas na Cervejaria Boliviana Nacional exporta cervejas para os EUA, Espanha, Chile, Inglaterra, Japão, Austrália e Suíça. 
  • Em 2004 a cervejaria foi premiada com o "Eco-Eficiência" pelos trabalhos de preservação ambiental.
  • Conforme matéria publicada por Valor Econômico a Ambev, maior fabricante de cervejas da Bolívia está passando por um período de sobressaltos em sua relação com o governo Evo Morales. A empresa, controlada pela Companhia de Bebidas das Américas (Ambev), foi multada há dois meses sob acusação de práticas monopolistas e de abuso de mercado. A indisposição chegou ao ponto de setores do governo terem começado a cogitar a possibilidade de a empresa ser estatizada, segundo fontes ouvidas pelo Valor.  Fonte: http://boletiminternacional.wordpress.com/2011/01/18/cervejaria-da-ambev-passa-por-desconforto-na-relacao-com-evo/
Cerveja em Vídeos:
Muitos vídeos da Paceña disponíveis. Destaque para o tempo de cada comercial. Separei alguns:
Translado

Brindis

La Fiestita



PACEÑA 2010


Ranking no Estilo:
Agora são dezenove cervejas degustadas no estilo 1B. Standard American Lager. Vamos atualizar o ranking no estilo:
01 - Bierland Pilsen
02 - Eisenbahn Natural
03 - OPA Bier Chopp Pilsen
04 - OPA Bier Cerveja Pilsen
05 - CERPA Draft
06 - Estrella Damm Barcelona
07 - Devassa Loura
08 - Polar Export
09 - Schneider
10 - Paceña
11 - Norteña
12 - Quilmes
13 - Budweiser
14 - Sol México 
15 - Dos Equis
16 - Glacial
17 - Skol Beats
18 - Conti Bier
19 - Sol Brasil

Acho que em um teste cego esse ranking se alteraria, com certeza.
Sigo eu, esperando que o mundo pare para eu postar todas as já degustadas.  
Até o próximo...

9 comentários:

  1. Rarissima essa em confrade. Fiquei curioso pra ver no copo.

    ResponderExcluir
  2. Pois é... perdi algumas fotos e essa foi uma delas..

    ResponderExcluir
  3. Olá. Meu nome é Iara e moro em Corumbá-MS. Minha casa fica a 10 minutos da fonteira com a Bolívia e meu marido e filho gostam muito da Pacenã e sempre que possível, vamos a Bolívia e ele compra caixa da dita.Eu não bebo, só coleciono os rótulos.Agora estão comercializando a Paceña litro. Fiquei com inveja da sua coleção de cervejas. Não queria beber, só queria os rótulos...Se Corumbá-MS não fosse uma cidade tão difícil de se mandar encomendas, mandaria as duas garrafas de Pacenã que você sugeriu...mas o correio não deixa mandar nada de outro país.

    ResponderExcluir
  4. Contudo, se você ainda quiser, quando for ao Rio de Janeiro ou a Campo Grande-MS, mando as Pacenãs para você. Vai demorar um pouco. Eu ia em Março, mas por problemas de saúde não vou mais poder ir. Em junho ou julho é bem certo de ir. Talvez, ao londo desses meses, eu precise ir a Campo Grande. Se você ainda quiser , meu e-mail é iaramarela@hotmail.com, me escreve mandando o endereço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Iara, muito obrigado mesmo pela oferta e pelos comentários.
      Que legal que você coleciona rótulos.
      Posso enviar alguns daqui pra você.
      E também vamos dar um jeito de trazer mais algumas paceñas pra cá.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  5. você encontra essa cerveja na feira da kantuta no Brás em São Paulo...ainda não provei por pensar ser ruim como uma Glacial, mas vou dar uma olhada kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa dica! Obrigado.
      Gostaria de degustar novamente.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
    2. Morei tres anos em porto velho RO, lá se consome muito dessa cerveja tem um excelente paladar. o sabor se parece muito com a sol mexicana

      Excluir
  6. Ah sim, esqueci de dizer que a feira só funciona aos domingos,é bem típica, frequentada pelos imigrantes...só tem que levar dinheiro lá não aceitam cartão...vale a pena comer umas empanadas =] (só não pode ter nojinho haha, em algumas barracas o sistema é meio precário)
    deb

    ResponderExcluir