sábado, 2 de março de 2013

Receita de Cerveja Caseira - Belgian Golden Strong Ale

No ano passado eu já tinha feito algumas cervejas mas queria muito fazer uma Belga mais forte, para beber de vez em quando. Sou fã de cervejas Belgas. Pesquisei bastante e decidi fazer uma Belgian Golden Strong Ale. E que nome dar para essa cerveja. Uma Belga Forte. Novamente pesquisei bastante até lembrar de um pequeno Belga da literatura. Agatha Christie fez parte da minha juventude e eternizou o detetive e investigador Hercule Poirot. Fiquei contente em lembrar e não tive dúvidas em batizar essa minha cerveja com esse nome

A receita é para a produção de 20 litros:

MALTES:
Pilsen              4,90 Kg
Carahell          0,06 Kg
Caraaroma      0,10 Kg
Carapils          0,10 Kg
Trigo              0,10 Kg
Biscuit            0,10 Kg

Moagem feita no moedor de mão mesmo, no braço. 

MOSTURA:
18 litros de água mineral.
Iniciei esquentando a água até 68˚C
Coloquei os maltes.
Mantive em 66˚C por 90 minutos
Subi para 78˚C e mantive por 15 minutos

RECIRCULAÇÃO:
Fiz a recirculação com uma jarra e escumadeira, umas dez vezes e a jarra era de 2 litros.

LAVAGEM:
Utilizei 17 litros de água mineral para a lavagem

FERVURA E LUPULAGEM:
Preparei para uma fervura de 90 minutos
35 gr. Styrian Goldins faltando 90 minutos
15 gr. Styrian Goldins faltando 45 minutos
15 gr. Saaz faltando 15 minutos
20 gr. Saaz faltando 5 minutos
10 gr. Sladek faltando 5 minutos
450 gr. Candi Sugar (média cor) faltando 5  minutos
500 gr. açúcar mascavo faltando 5 minutos

RESFRIAMENTO:
Utilizei dois chiller para o resfriamento. Um em um balde com gelo e outro dentro da panela. Somente água passando por dentro dos chillers.
Consegui passar uns 18 litros para o balde de fermentação.
OG = 1,085

FERMENTAÇÃO E MATURAÇÃO:
Utilizei o fermento T58
Deixei o balde fermentando em temperatura controlada de 20˚C por 7 dias.
Baixei a temperatura para 0˚C por 2 dias.
Fiz a troca de balde e deixei maturando por mais 7 dias em 12˚C.
Baixei a temperatura novamente para 0˚C por 2 dias.

PRIMING:
Utilizamos 6 gramas de açúcar mascavo por litro.

ENVASE:
Conseguimos envasar 26 garrafas de 600 ml.
Uns 16 litros.

RESULTADO:
Após 10 dias refermentando na garrafa, esse foi o resultado.
FG 1,013

Hercule Poirot - foto by MRMonich

Essa realmente eu não mudaria a receita. Ficou muito boa para o meu gosto.

Sigo eu, fazendo cervejas comuns, outras nem tanto, mas me divertindo sempre, independente do resultado.

Até o próximo.

104 comentários:

  1. Belíssimo creme! Parabéns. O uso de 500gr de mascavo não deixou um azedo característico muito forte desse açúcar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, obrigado por acessar e comentar.
      Cara, esse mascavo foi na fervura e não gerou azedo não.
      O álcool ficou alto, bem alto....
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
    2. Olha meu querido, essa receita que você nos presenteou é uma preciosidade que não tem preço. Infelizmente vivemos em um país que se bebe litros de cervejas aguadas pobres em ingredientes. A coisa mais rara que tem é achar uma cerveja de verdade como a Eisenbahn Strong Golden Ale!! Com álcool caprichado hehe Para Viking nenhum botar defeito hehe Só tenho a te agradecer pela receita!! Um abraço!!

      Excluir
    3. Caio, muito obrigado.
      Você tem toda razão, suco de milho há de hectolitros, mas boas cervejas podem ser feitas em casa.
      Essa realmente tem um poder alcoólico de destaque.
      Se você repetir a receita posta aqui como ficou a cerveja.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
    4. Amigo, vou arriscar a tua nobre receita no meu primeiro processo. Estou confiante. Te mando notícias.

      Excluir
    5. Freitas, manda ver.
      Tenha certeza que vai ficar boa.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
    6. Adoro Eisenbahn Strong Golden Ale!!!! Muito álcool de primeira sem açúcar e fica gostosa com o meu paladar pela malte, cervejas aguadas e pobres são baba-ovos! Recomendo a Eisenbahn Strong golden ale, isso é uma cerveja de verdade que eu já bebi.

      Excluir
    7. Lucas, também sou bastante fã dessa Eisenbahn. Bom corpo e boa dose de álcool.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  2. Cara, incrivel a receita, estou querendo repetir se voce me der essa permissão. Gostaria de saber como fez a proporção do acucar mascavo para quantidade em litros. E no caso de usar o acucar mascavo na fervura, nos obriga a usa-lo no priming também??
    Parabens pela receita e pela cerveja!!!
    Deniz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deniz, muito obrigado pela visita e pelo comentário.
      A receita é para ser usada mesmo. Fique a vontade.
      A ideia era usar 1 Kg de açúcar na fervura, mas pesquisando um pouco vi que o candi sugar sjuda na cor e no sabor também, então resolvi fazer metade de candi e metade direto.
      O ideal é ir controlando a quantidade de açúcar conforme a OG que você pretende ter. Mas isso eu só entendo agora.
      No priming você pode usar o mascavo ou o cristal, sem problemas.
      Diz aí como ficou a sua cerveja.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  3. olá, belíssima receita, parabéns! posso usar açúcar cristal na fervura ao invés do candi e do mascavo? será que ficará legal também? abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, muito obrigado pela visita e pelo comentário. Sem dúvida você pode substituir e utilizar o açúcar cristal. Deve resultar com um pouco menos de cor (bem pouco) e menos aromas e sabores de caramelo. Diz aí como ficou.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  4. boa noite,
    amigo gostaria de começar a fazer cerveja artesanal, e gostaria de saber quais equipamentos irei precisar, e os ingredientes onde consigo comprar , abraços e bela receita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anderson, muito obrigado pela visita e pelo comentário.
      Você mora em qual cidade?
      O ideal é você procurar a ACERVA da sua região e fazer um workshop cervejeiro. Nele são explicados os equipamentos e o processo de Fabricação.
      Se você for autodidata pode conseguir isso sozinho, mas é sempre bom trocar informações com alguém.
      Qualquer dúvida, envie um e-mail para mim.
      marcelo.ricardo.monich@gmail.com
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  5. olá Monich, eu te enviei a mensagem em 15/6. Fizemos a Strong Golden Ale com uma variação da receita que peguei de você e ficou muito boa, veja lá no FB (Manobier Vix). Grande abraço! Carlos Henrique.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Carlos, tudo certo.
      Não encontrei a mensagem mas já vi e curti lá FB.
      A aparência está excelente.
      Vamos combinar e trocar umas garrafas.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  6. Vou tentar, minha primeira ceva, será uma receita complicada para iniciante????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carlos, normalmente a primeira cerveja é uma mais simples como uma Blond Ale, mas a receita está aí. Seria um excelente início.
      Depois conta como ficou.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  7. Boa noite, parabéns pelo blog. Estou iniciando na arte de produzir cerveja e tenho uma dúvida (desculpe se a pergunta for muito idiota), você usou 18 litros para brasagem e 17 para lavagem (35 litros), como chegou aos 20 litros finais?
    Obrigado e abraços!

    Eduardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduardo, muito obrigado pelo comentário e tenha certeza que irá gostar de produzir sua própria cerveja.
      Em relação ao volume de água, uma parte fica absorvida pelo malte no momento da mostura, outra parte você perde na evaporação da fervura. Também perdemos um pouco que fica no fundo da panela de fervura e no fundo dos baldes quando das transfegas. Por isso o volume de água é bem maior que o de cerveja final.
      Um grande abraço e boas brassagens.
      Monich

      Excluir
  8. Monich, bom dia, obrigado pela resposta, espero trocarmos alguns exemplares num futuro breve.
    Grande abraço!

    Eduardo.
    P.s.: aproveito para mais uma pergunta:
    você usa medidor de volume (ml) externo ou faz cálculo (raio x diâmetro x altura)para saber a qde de liquido?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eduardo eu não uso medidor externo.
      Normalmente tenho uma bombona de água de 10 litros e uso ela para as medições de volume de água.
      Com certeza vamos trocar uma garrafas.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  9. Irei reproduzir essa receita próximo sábado! Aprecio bastante esse estilo! ótimo blog parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bruno, também sou fã desse estilo.
      Posta aí depois como ficou.
      Um abraço e obrigado pelo comentário.
      Monich

      Excluir
  10. Cara, sensacional sua receita, sen-sa-si-o-nal, teor alcoolico lá em cima e creme espetacular. Gostei muito. Grato por compartilhar...

    Ja estou nos preparativos para proxima leva.

    Mas confesso que estou tentado a dar uma coloraçao mais amarelo-dourado bem no estilo da DUVEL. Sera que se eu trocar o açucar mascavo pelo cristal consigo essa coloraçao?

    Mais uma vez, gradecido por compartilhar.

    Belo blog!

    Sergio - RJ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sergio, obrigado pelo contato e pelo acesso.
      Você pode trocar o mascavo pelo cristal sim e para ajudar na coloração você pode trocar o Carahell e o Caraaroma por Pilsen mesmo. Vai ficar dourada.
      Avisa aqui como ficou.
      Um grande abraço e ótimas cervejas.
      Valeu.

      Excluir
  11. Caro Munich, so me tire uma duvida, qua a temperature da agua Para a lavagem do mostro?????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, muito obrigado pelo acesso e pelo comentário.
      A água para a lavagem do mosto deve estar na mesma temperatura em que acontece para Inativação das Enzimas. O ideal é entre 75 à 78 graus C. Cuidado, não deixe ultrapassar dos 80 graus.

      Excluir
  12. Respostas
    1. Rodrigo, muito obrigado pelo acesso, pelo comentário e pelo elogio. Obrigado mesmo.
      Muita saúde e ótimas cervejas!
      Monich

      Excluir
  13. Monich, vou tentar fazer essa receita. Achei muito boa... parabéns!
    Só estou com medo de usar tanto açúcar. Sei que o objetivo é ter um alto teor alcoólico. Quanto vc conseguiu de álcool nessa cerveja?
    O que acha de usar 500gr ao invés de 1kg de açúcar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego, muito obrigado pelo comentário e acesso.
      Isso mesmo. O açúcar é para dar uma força na graduação alcoólica sem dar corpo. Você pode usar menos, sem problemas.
      Sugiro também usar menos Carahell. Ela vai ficar mais clara. Minha versão ficou escura demais. Coloca uns 100 gr que tá bom.
      Avisa aqui como ficou.
      Um abraço e Saúde.
      Monich

      Excluir
  14. Amigo, parabéns pela receita, gostaria de saber ser para fazer uma leva menor, de 5l, basta dividir os ingredientes por 4? Ou essa redução não é de forma linear? Pois tenho o limitante do espaço físico em meu apartamento. Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilhendrik, obrigado pelo acesso e comentário.
      Infelizmente a relação para 5 litros não é diretamente proporcional.
      Eu normalmente preparo as receitas utilizando o Beer Smith.
      Vou ajustar a receita para 5 litros e depois posto aqui pra você.
      Qualquer dúvida você pode também enviar e-mail para marcelo.ricardo.monich@gmail.com
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
    2. Gilhendrik, segue versão para 5 L.
      MALTES:
      Pilsen 1,50 Kg
      Carahell 0,02 Kg
      Caraaroma 0,01 Kg
      Carapils 0,01 Kg
      Biscuit 0,02 Kg
      Trigo 0,02 kg

      LÚPULOS:
      10g Styrian Goldings 90 min
      4g Styrian Goldings 45 min
      4g Saaz 15 min
      3g Sladek 5 min

      250 g candi suggar 15 min

      Se você preferir ela mais clara, troque o candi suggar por açúcar brando mesmo.
      Além disso, você pode substituir os maltes especiais por malte Pilsen.

      Qualquer dúvida, avisa aí.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  15. mauarruda@bol.com.br10 de fevereiro de 2014 03:37

    So me responda uma coisa, qual a temperatura da agua da lavagem do mosto, GDE abraço.....mauricio arruda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mauricio, boa tarde.
      Sempre fazemos a lavagem entre 75 e 78 graus C.
      Cuidado para não passar disso.
      As cascas não podem ficar expostas. No mínimos uns três dedos de água acima das cascas.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  16. Caro monich, obrigado pela resposta, gostaria de saber se no processo de maturação pode ser feito em barril (keg 20lts),e se não altera o sabor da cerveja, pois tenho vários kegs, pois garrafas dão muito trabalho,..... obrigado

    Maurício arruda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maurício, bom dia.
      Eu prefiro que a maturação seja feita em um segundo balde.
      Somente depois dessa maturação é que faço a transferência para garrafas ou barril/Keg
      Assim você consegue uma cerveja mais límpida e com um sabor mais arredondado.
      Mas, você pode maturar no barril também.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  17. Bom dia, Monich. Dia 16/02 tentei repetir a sua receita, com pequenas alterações. Não consegui o saaz, por isso, substituí por um equivalente (não lembro agora qual foi) e em vez de usar os dois tipos de açúcar, usei 1Kg de mascavo. Acho que usei pouca água na lavagem, pois além render um volume menor que o seu, a OG ficou em 1094. A FG antes do envase ficou em 1022, portanto, estou estimando algo em torno de 9,45%ABV. Como eu não queria que ficasse turva de jeito nenhum, adicionei meio pacote de gelatina sem sabor na véspera de engarrafar. Minhas dúvidas são:

    1- Você monitorou a carbonatação com manômetro, ou apenas estimou que 10 dias seriam suficientes pra carbonatar?

    2- Começou a beber logo após esses 10 dias? Esse estilo de cerveja não mereceria um tempo maior de maturação na garrafa pra apurar o sabor? Guardou algumas pra provar depois de 1 ou 2 meses? A minha tá carbonatando há 5 dias, mas como rendeu pouco (uns 12L, no máximo), eu tô com pena de beber ela cedo e não aproveitar todo o potencial. Pensei e esperar pelo menos 1 mês. Grande abraço. Filipe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Filipe, excelentes notícias.
      Vamos por partes.
      A substituição de lúpulo não é problema, desde que o % de alfa ácido não seja muito diferente ou que você corrija as quantidades proporcionalmente.
      Quanto ao açúcar acho uma boa ideia o 1Kg de mascavo.
      A quantidade de água você vai conseguir ir ajustando nas próximas brassagens à medida que vai conhecendo melhor o seu equipamento. O tempo de fervura também influencia na quantidade resultante.
      OG de 1094 está dentro do limite do estilo já a FG ficou ainda um pouco alta. Pode ser que o fermento não tenha mais força em função do álcool ou que ainda dava para deixar fermentando uns dias.
      O ¨% de álcool está fantástico para essa cerveja.
      Em relação a ficar turva, sugiro na próxima vez trocar a gelatina por uma maturação mais longa em temperatura baixa. É mais eficiente e não sobram "gominhos" de gelatina.
      Considerando que você teve uma FG de 1,022, eu sugiro um primming com menos açúcar porque você tem um açúcar residual na garrafa.
      Se você já fez o primming, monitore com o manômetro sim.
      Você pode ir abrindo umas garrafas até com 7 dias, mas com certeza ela merece uma maturação maior. Tenho alguma de mais de 6 meses e só melhora.
      Eu sugiro você monitorar a carbonatação e abrir uma por semana. Se você resistir.. hehehehehe
      Um grande abraço.
      Monich

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Bom dia, Monich. Vamos por partes:

      Sim, eu me preocupei em levar em conta as características do lúpulo substituto. Pesquisei bastante na época. Só não consigo me lembrar de jeito nenhum agora qual foi.

      O único fato que me levou a usar só mascavo foi que eu não consegui comprar o candy na ocasião e mascavo tem em qualquer lugar. Numa próxima oportunidade, vou tentar usá-lo.

      Eu usei 2 pacotes de fermento. Acho até que foi exagero, por conta do pouco volume de mosto a fermentar. Mas considerando a OG alta, achei melhor pecar pelo excesso do que pela falta.

      A princípio, não acho que estava turva. Só usei a gelatina pra garantir. Não ficou nenhum gominho. Decantou tudo pro fundo do balde e não vi passar nenhuma partícula sólida na hora do envase.

      Quanto ao açúcar, residual, quero crer que não havia, pois só passei do balde de fermentação pro de maturação após 3 medições sussessivas em 5 dias, sem alteração da densidade. Depois disso, deixei maturar até mais tempo que você (10 dias) antes de fazer o primming com os mesmos 6g de açúcar por litro. Mas usei açúcar branco mesmo. Meu manômetro caiu no chão e pifou, por isso fiquei preocupado com o tempo de carbonatação. Como eu envasei no último domingo, vou ver se abro uma garrafinha no próximo domingo pra ver como está. Tem como descrever o que melhorou na cerveja com ou tempo, ou é algo que só provando pra entender? Ou então, perguntando por outro ângulo, houve algum tipo de deficiência perceptível nas provas mais frescas que sumiu com o tempo?

      Assim que eu provar a primeira, te digo como ficou.

      Grande abraço.
      Filipe.

      Excluir
    4. Filipe, bom dia.
      Quanto ao ajuste de lúpulo, perfeito. O mais simples é utilizar um software para gestão de brassagens. Eu utilizo o Beer Smith.

      Quanto ao candy suggar, você consegue fazer em casa mesmo. Dá uma olhada nesse post do Daniel. http://henrikboden.blogspot.com.br/2011_11_01_archive.html

      Quanto a levedura concordo, Antes mais que menos.

      Quanto a gelatina, se funcionou, perfeito.

      Já o açúcar residual é aquele que ainda temos na cerveja que daria para fermentar. Porém, como você descreveu, já não estava mais atenuando, então, é isso mesmo.

      Com o primming o que acontece é uma refermentação na garrafa e o ideal é realmente deixar ela maturar por um tempo também para "arredondar" os aromas e sabores. Sendo ela uma cerveja mais alcoólica, não deveríamos ter problemas com o tempo. Também não quer dizer automaticamente que quanto mais tempo melhor ela irá ficar. Vai ficar diferente.

      O ideal é ir degustando e anotando suas percepções a cada semana/mês.

      Um grande abraço.
      Monich


      Excluir
    5. Bom dia, Monich. Esperei mais de um mês pra te responder, pois estava aguardando o efeito de uma maior maturação nessa cerveja. Boa ela está, mas acho que devo ter dado algum mole no controle da temperatura da brassagem e permitido a geração de muito açúcar não fermentável, mas ela tem um dulçor muito proeminente. De vez em quando eu bebo uma, mas continuo segurando a maior parte dessa leva pra ver se ainda melhora. Li uns posts que diziam que, apesar de não ser cientificamente comprovado, alguns meses de maturação ajudam a diminuir esse dulçor excessivo. Vou ver se lá pra junho/julho fica melhor.

      Excluir
    6. Filipe, ficou muito doce.
      O que pode ter ocorrido é a desistência da levedura. Levedura e álcool não são muito amigos.
      Talvez uma fermentação mais longa e com maior quantidade de levedura.
      Também pode ter sido sim a temperatura da brassagem. Se você fizer rampa única, muito perto do 72, deve gerar muito açúcar não fermentecível.
      Se você fez primming, cuide para não estourar a garrafa.
      Ser um cervejeiro caseiro é isso mesmo. Cada leva uma experiência.
      Um abraço
      Monich

      Excluir
  18. Belíssima receita de um dos estilos que mais admiro. Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo acesso e pelo comentário.
      Saúde.
      Monich

      Excluir
  19. Monich, Parabéns pela breja!
    Qual o IBU calculado pelo BeerSmith?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zeca, muito obrigado pelo acesso e comentário.
      Essa receita já foi ajustada mas sempre mantendo os 30 IBUS.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  20. Primeiramente, parabéns pela bela cerveja .
    Você poderia me explicar o processo de lavagem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anderson, obrigado pelo acesso e comentário.
      Você já faz cerveja?
      A lavagem é a utilização de água secundária para extrair ao máximo os açúcares do malte.
      Normalmente utilizamos menos água primária e mais água secundária.
      A lavagem é feita a 78 graus c.
      Qualquer dúvida, avise aí.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  21. Olá Monich.
    Teria como comparar a sua cerveja com a Eisenbahn Belgian Golden Ale?
    Gosto muito desta Eisenbahn e queria alguma receita do mesmo estilo, mas fiquei um pouco assustado com os 30 IBUs de amargor da sua.
    Obrigado. Um abraço!
    Rafael

    ResponderExcluir
  22. Uma dúvida!

    Esses 17 litros para a lavagem são 17 litros a juntar aos 18 + 2 litros ou são 17 litros do mosto para recirculação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aneker, obrigado pelo acesso e comentário.
      No total são 35 litros.
      17 inicial e + 18 na lavagem.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  23. Olá Monich,

    Sobre a água, geralmente se usa de 2 a 3 vezes a quantidade de água em relação aos KGs de malte não é ? sobre a água da lavagem, qual é o máximo de água que se pode usar na lavagem ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, obrigado pelo acesso e pelo comentário.
      O ideal é conhecer bem o seu equipamento e fazer todas as anotações até ajustar as quantidades de água.
      Como sugestão inicial utilize 2,5 litros de água por Kg de malte para maceração e 3,75 litros de água por Kg de malte para a lavagem.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  24. Olá Monich,

    Se eu substituir o malte pilsen pelo German 2-row Pilsner ou German 6-row Pilsner o que exatamente mudaria ? abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, o ideal é consultar a ficha técnica desses maltes e verificar as características deles.
      Nesse casos você pode ter diferenças mínimas de cor e de eficiência.
      Para uma produção caseira não vejo problemas nas substituições.
      Um abraço
      Monich

      Excluir
  25. Olá Monich,

    Gostaria de saber se toda utilização de açúcar não deixa a cerveja doce demais e além disso saber se a utilização somente do candy sugar já seria suficiente para caracterizar um belgian golden ale. Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, obrigado pelo acesso e comentário.
      Os açúcares inseridos diretamente na fervura tendem a ser consumidos na fermentação.
      Você pode utilizar somente o candy sugar, lembrando que ele afeta também a cor, aroma e sabor da cerveja.
      Um abraço e ótimas cervejas.
      Monich

      Excluir
  26. Olá, Munich. Participo de um grupo que está fabricando cervejas e estamos interessados em fabricar a Belgian Dark Strong Ale. Vc tem alguma sugestão de como poderemos adaptar essa receita para fabricar esse estilo?
    Parabéns pelo site!
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leandro, muito obrigado pelo comentário e pelo acesso.
      Envie um e-mail para marcelo.ricardo.monich@gmail.com
      Tenho uma receita desse estilo.
      Um abraço e ótimas cervejas.
      Monich

      Excluir
  27. Ótima receita será minha próxima brassagem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, bom dia.
      Obrigado pelo acesso e comentário.
      Depois registra aqui o que achou.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  28. Olá novamente Monich,

    Estou lendo uma receita e no final ela traz esse texto:
    rish Moss Fining 4 g durante 15 minutos
    Corriander Seed Spice 2 g durante 15 minutos
    Corriander Seed Spice 23 g durante 8 minutos
    Orange Peel, Sweet Spice 40 g durante 5 minutos

    Não entendi muito bem, na verdade nem sei quais são esses ingredientes.
    Grato,
    Franco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Réplica, bom dia.
      Obrigado pelo acesso e comentário.
      Provavelmente você está com uma receita de Witbier, é isso?
      Nessa cerveja, em seu padrão clássico, são utilizados esses ingredientes (Coentro e Casca de Laranja).
      Já o Irish Moss (Musgo Irlandês) é um clarificante utilizado para ajudar na formação do trub. Sua utilização é opcional
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  29. Olá Monich,

    Estou pensando em utilizar caldo de cana para substituir os açúcares no mosto para não utilizar conservantes e produtos refinados na receita ( e também pq em minha cidade não encontrei o candy sugar), será que ficará boa? Minha preocupação é quanto à cor da cerveja e quanto de caldo de cana utilizar para se chegar a 8,5% de álcool, caso já tiveres feito algum experimento deste tipo favor comentar.
    Grato,
    Franco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Franco, boa tarde.
      Obrigado novamente pelo comentário e pelo acesso.
      Nunca utilizei o caldo de cana na cerveja.
      Sei que já foi utilizado em uma cerveja da Wals.
      O que posso dizer é que a característica da cerveja será bastante afetada considerando aromas, sabores, cores e graduação alcoólica.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  30. Caro Monich você utilizou um crarificante? posso substituir os 450 gr. Candi Sugar (média cor) e 500 gr. por rapadura, já fiz uma stout assim e ficou muito boa. Um abraço e parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pimentone, muito obrigado pelo acesso e comentário.
      Normalmente não utilizo clarificante.
      Acredito que você pode fazer a substituição sem problemas.
      Avisa depois como ficou.
      Um abraço e saúde.
      Monich

      Excluir
  31. Olá, Monich!

    Tudo bem?

    Vou reproduzir a sua receita e gostaria de saber se posso usar demerara no lugar do candi sugar e do açúcar mascavo.

    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Danielle, muito obrigado pelo acesso e comentário.
      Sim, você pode usar o demerara, porém ela irá dar as suas caracterísicas na cerveja. Faça e veja como fica.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  32. Olá Munich!!!
    Também sou fã desta linhagem de cervejas e parabéns pelo blog!
    Estou pensando em utilizar sua receita, minha dúvida é qual melhor fornecedor dos insumos para esta receita.
    Abraço!!!
    Emerson Isquierdo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Emerson, muito obrigado pelo acesso e pelo comentário.
      Também gosto bastante dessas cervejas.
      Quanto aos insumos, tudo depende de onde você mora.
      Mora em Joinville?
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  33. Monich - Parabéns pela iniciativa. O link do candy sugar saiu do ar. Teria os detalhes

    Luiz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Luiz, bom dia.
      Obrigado pelo acesso e comentário.
      Segue link atualizado
      http://www.cervejahenrikboden.com.br/adjuntos-cerveja-carboidratos/
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  34. Boa noite Monich
    Fiz minha primeira cerveja, uma stout. Gostaria de saber se fica legal fazer o primming com acucar mascavo, gosto do gostinho de caramelo.
    Minha duvida é como fazer? Do mesmo processo do invertido ou coloco direto as 7g na garrafa em cada litro? Ja coloquei pra maturar e ficou bem amarga, o primming diminui este amargo tbm? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leo, você pode utilizar açúcar mascavo sim.
      Vai dar um sabor e aroma um pouco diferente, mas vale testar.
      7 g por litro eu acho muito.
      Tente de 5 a 6 g para uma Stout.
      Pode fazer do mesmo jeito o primming.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  35. Monich, parabéns por passar para nos iniciantes suas experiencias. Obrigado.
    Vamos la: qual seria um calculo factível apra se baixar um pouco esse IBU, pois as "meninas"nao gostam de cerveja muito amarga. sei que uma cerveja como essa que leva uma boa carga de açucar ( mascavo e candi) precisa se contrapor com um certo amargor. mas ainda da pra baixar o IBU? Obrigado. Angelo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angelo, muito obrigado pelo acesso e comentário.
      Essa já é uma cerveja bem alcoólica e com predominância para o dulçor.
      O ideal é sempre termos um equilíbrio.
      Para reduzir o IBU basta você inserir menos lúpulo de amargor.
      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  36. Ha....ia esquecendo, desde que eu forneça a mesma carga de % de AA posso alterar o lupulo? Pergunto pois nem todos sao achados em minha região. Serra Negra, interior de são paulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angelo, sem dúvida você pode substituir os lúpulos conforme sua vonntade. Mesmo com % de AA diferentes, faça uma regra de três.

      Um abraço.
      Monich

      Excluir
  37. Buenas.
    A receita para 5 litros, divido as porções por 4? Ja que esta receita é para 20 litros?
    Me manda um email por favor hehehe
    rodrigof1.agnol@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodrigo, obrigado pelo acesso e comentário.
      Desculpe o atraso na resposta.
      Normalmente não é assim que funciona, mas você pode dividir por 4 e ver como ficou. Depois vai ajustando nas próximas.
      Abraço.

      Excluir
  38. Boa tarde Monich, durante algumas pesquisas por receitas encontrei seu blog e o parabenizo por ele e agradeço a receita. Me interessei por essa receita que é bem do estilo que gosto e pretendo segui-la na semana que vem. Já fiz algumas levas com extrato lupulado e agora estou fazendo all grain com o método BIAB e tenho dúvida quanto á recirculação e lavagem, já que nesse processo BIAB essas etapas não são necessárias, eu perderia muita eficiência da receita? Outra dúvida é sobre as medidas de malte, quando você diz 0,06kg e 0,10kg, são 60 gramas e 100 gramas? Desculpe a ignorância, mas me pareceu pouco. Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Celso, obrigado pelo acesso e comentário.
      Normalmente o processo BIAB tem uma eficiência um pouco menor em função de utilizar toda a água como primária.
      Mas basta um pouco mais de malte e tudo está correto.
      Sim, 0,06 Kg correspondem a 60 gramas.
      Parece pouco mas faz muita diferença.
      Um abraço.

      Excluir
  39. Boa noite!

    Desculpem ressuscitar o post, mas descobri essa receita de candi sugar:

    http://www.brewcookpairjoy.com/2009/02/diy-belgian-candi-sugar/

    Me pareceu simples e com ingredientes fáceis de achar e que não ponham em risco sua integridade física (LOL!).

    Farei a Strong Golden Ale daqui e esse candi sugar e passarei minhas impressões depois, se me permitirem.

    Um forte abraço a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonardo, muito obrigado pelo acesso e comentários.
      Obrigado também pelo link.
      Fez a sua cerveja? Como ficou?

      Um abraço.

      Excluir
  40. Boa tarde, Monich

    Teria como enviar o arquivo BeerSmith dessa receita para o e-mail fernandinho.cervejeiro@gmail.com ?

    Cheers!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando, obrigado pelo acesso e comentário.
      Infelizmente não a tenho no Beersmith.
      Mas basta criar uma receita nova e adicionar os itens.
      Um abraço.

      Excluir
  41. bgoa tarde, sou o Gerlain e a primeira receita ou seja brassgem que vou fazer na minha vida sera a sua recita ja vi no blcp e achei a sua recieta na net, me tira uma duvida o fermento voce so usou um pacote mesmo, pois ja vi formula mirabulantes de colocar fermento , voce poderia me dizer? meu email e gerlainaraujo.lopes@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gerlain, muito obrigado pelo comentário e acesso.
      Sim, utilizei somente um pacote.
      Dependendo da OG seria interessante utilizar, ao menos, 2 pacotes para garantir.
      Um abraço.

      Excluir
  42. Olá, para 10L bastaria dividir por 2 todos os ingredientes? Ficou parecida com a Eisenbahn? Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe, obrigado pelo acesso e comentário.
      Normalmente não é só fazer a divisão, mas sugiro você tentar e ver como fica. Depois, vai ajustando nas próximas.
      Um abraço

      Excluir
  43. Olá tudo bem, pelo que eu vi é uma receita muito boa.
    Gostaria de saber se realmente é necessário maturar na geladeira. ou se posso maturar fora, eu moro em Curitiba semana passada estava tão frio que a levedura de uma IPA nem queria trabalhar kkk.

    ResponderExcluir
  44. Olá Monich, parabéns pela receita. Vou me arriscar nela neste domingo. Achei uma receita muito prática para fazer o Candy Sugar (http://dreiadler.com.br/inside/?p=184). Ficou top, pena não ter como inserir uma foto.

    ResponderExcluir
  45. Olá Monich, sua cerveja ficou com amargor parecido com Eisenbahn Strong Golden Ale? Gosto deste estilo mas não muito amarga.

    ResponderExcluir
  46. Boa noite

    Gostaria de saber como eu faço pra misturar as 6 gramas de açúcar mascavo por litro ?

    E depois da fermentação? Tenho q dissolver? Ou alguma outra técnica?

    Quais problemas acaretaria eu fermentar ela em temperatura ambiente?

    ResponderExcluir
  47. Boa noite

    Gostaria de saber como eu faço pra misturar as 6 gramas de açúcar mascavo por litro ?

    E depois da fermentação? Tenho q dissolver? Ou alguma outra técnica?

    Quais problemas acaretaria eu fermentar ela em temperatura ambiente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rafael tenho algumas respostas:
      Eu faço uma solução para todo o mosto. Meço o volume total e calculo, ex., se você tiver 20 L - 20 x 6 = 120g, dissolvo em um pouco de água mineral, aqueço e depois filtro numa peneira sanitizada (peracético ou álcool 70, uso o peracético). Coloco essa solução em um balde sanitizado e transfiro o mosto já fermentado para esse balde, misturando bem!
      Isso é no momento de engarrafar, após a fermentação ter terminado.

      Se fermentar a temperatura ambiente, você pode gerar alguns produtos indesejáveis, que poderá dar um sabor não agradável a sua cerva, mas vai ainda assim ficar muito melhor que o suco de milho da AMBEV!

      Excluir
  48. Boa tarde Monich
    Parabéns pela receita e por compartilhar.
    Tenho algumas duvidas, já fiz umas 5 brassagens, porém ainda nenhuma desse porte, faço algumas coisas diferentes, seguem minhas perguntas em relação a isso:

    MOSTURA
    Deixo 50 min a 68 graus e + 10 min a 78 graus.
    leve em conta que essas rampas foram para kolsch, stoutch e lager
    E para uma Witbier deixei 10 min a 55 graus, + 10 min a 63 graus e 40 min a 68 graus
    Pergunta: Para essa realmente temos que alterar desta maneira as rampas de temperaturas?

    LUPULO:
    Aprendi a colocar o lupulo em apenas 2 momentos, parte no inicio da fervura, e o restante no final antes do resfriamento. Sera que mudaria muito fazendo dessa forma?

    Obrigado

    Abç
    Ass. Everton

    ResponderExcluir
  49. Mestre Obrigado por compartilhar seus conhecimentos. Estou iniciando nesta artes. Vou fazer essa receita certamente. poderia me dar uma dica de como vc faz seus rótulos?
    abs

    ResponderExcluir
  50. Caramba quanto post brother !!
    Parabens pela cerveja ... estou degustando uma Eisenbahn Strong Golden Ale ... realmente minha favorita no momento:
    Eu vou humildemente replicar sua receita !! Estou aprendendo ainda a fazer ... sou iniciante !! Mas soh de ler tudo e ver ela deve ter ficado deliciosa !! parabens mestre !!! dps publico aqui como ficou. abs

    ResponderExcluir